Na estreia do gramado híbrido do Maracanã, Flamengo atropela o Bangu pelo Carioca


Na estreia do gramado híbrido do Maracanã, o Flamengo goleou o Bangu por 6 a 0 neste sábado, pela última rodada da Taça Guanabara. Com autoridade, o Rubro-negro fez o dever de casa e cumpriu o último compromisso antes das semifinais do Campeonato Carioca.

Com muita velocidade e dinâmica, o Flamengo surpreendeu o Bangu nos primeiros minutos da etapa inicial. A troca de passes entre Arrascaeta, Gabigol e Everton Ribeiro, o último com mais liberdade, deram destaque para o Rubro-negro pressionar o Alvirrubro. Aos 7 minutos, o meia-atacante uruguaio fez um cruzamento rasteiro, que desviou em João Gomes e sobrou para Gabigol finalizar em cima do goleiro Paulo Henrique, que defendeu à queima-roupa.

Até que, aos 9 minutos, Lázaro encontrou Matheuzinho, que disparou pela direita e tocou para Gabigol. Em seguida, o atacante devolveu para o lateral-direito, que cruzou rasteiro e encontrou novamente o artilheiro rubro-negro. Na ocasião, ele finalizou sem jeito, a bola desviou na defesa do Bangu e encontrou Arrascaeta, livre na área, para finalizar rasteiro e abrir o placar.

Pouco tempo depois, aos 14, Everton Ribeiro avançou na intermediária pela esquerda, lançou a bola para Gabigol, e o atacante, sem marcação, finalizou rasteiro por debaixo das pernas do goleiro do Bangu. Com boas jogadas trabalhadas pela equipe de Paulo Sousa, o Flamengo não deixou o Alvirrubro ameaçar. O campo era do Rubro-negro.

Na parada técnica, o treinador Felipe, do Bangu, pediu para a equipe ter personalidade e ficar mais tempo com a bola. No entanto, a missão foi extremamente difícil, tendo em que vista que o Flamengo tinha jogadores com mais qualidade para propor o jogo. Nos pés de Everton Ribeiro, o time rubro-negro foi orquestrado com boa troca de passes, deixando a tarefa do Alvirrubro bastante complicada.

Antes do final do primeiro tempo, o Flamengo conseguiu fazer o terceiro para ampliar a bela vantagem. Aos 43 minutos, Arrascaeta iniciou o lance com um escanteio curto para Everton Ribeiro, que tocou para Thiago Maia. Em seguida, o volante levantou a bola para a grande área, onde o uruguaio tocou de cabeça para o zagueiro Léo Pereira, que cabeceou forte para o fundo gol.

No retorno para o segundo tempo, Paulo Sousa providenciou duas mudanças. Substituiu João Gomes por Diego, e Everton Ribeiro por Pedro. No entanto, quem surpreendeu foi Lázaro, aos 13 minutos, quando recebeu a bola, ajeitou na entrada da área e finalizou forte por cima do gol do Bangu.

Pouco tempo depois, o Bangu apareceu nos pés de Matheus Nascimento, que arriscou de fora da área e obrigou o goleiro Hugo Souza a fazer uma boa defesa e sem rebote para o Alvirrubro. Na parada técnica da etapa final, o treinador Felipe continuou com o mesmo discurso, que não resultou em mudanças no jogo da equipe.

O jogo era do Flamengo, tanto que aos 29 minutos, Gabigol acionou Pedro perto da área, o centroavante fez o pivô e entregou para Matheus França, que entrou na vaga de Thiago Maia, e finalizou forte para o gol. Na ocasião, a bola desviou na defesa do Bangu e matou o goleiro Pedro Henrique, que viu a bola encobrindo a sua cabeça.

E não acabou por aí, aos 35 minutos do segundo tempo, Arrascaeta cobrou escanteio na medida para o zagueiro Léo Pereira cabecear e fazer o seu segundo gol na partida, e o quinto do Flamengo sobre o Bangu. Aos 47, o meia uruguaio surpreendeu mais uma vez após encontrar um belo lançamento para Isla. Em seguida, o lateral-direito chileno avançou, cruzou rasteiro e Gabigol fechou o caixão com o sexto gol.

Noite de festa no Maracanã, que voltou a ser utilizado após três meses de obras para providenciar o gramado híbrido. Além disso, contou com um retorno espetacular em uma goleada no Campeonato Carioca.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem