O penalti que Raphael Claus marcou no primeiro tempo, em disputa de bola entre Marcelo Cirino e Isla, pautou o jogo e definiu o placar em Athletico 1 x 0 Flamengo. Mas isso não justifica a pífia partida do time carioca.

O revezamento de jogadores é imperativo, ainda mais para quem tinha até poucos dias nove(!) jogadores no departamento médico, número que caiu para oito! Mesmo assim o material humano que foi a campo era muito bom.


Com os jogadores de que dispõe, nessa temporada ainda mais apertada o elenco rubro-negro tem que fazer a diferença e isso passou longe de acontecer. Reflexo de más atuações individuais e de escolhas equivocadas do técnico.

O técnico Paulo Sousa precisa ampliar seu leque, de maneira que consiga escalar equipes capazes de atuar de maneiras diferentes. De acordo com o adversário, a competição, o local da partida. Ainda mais no gramado sintético de Curitiba.

Derrota em jogo que merecia ser 0 a 0, com atuação ruim de ambos os times, com um pouco mais de méritos para o Athletico, por competir mais, por brigar mais pelo resultado. Mas ninguém mereceu elogios, inclusive o árbitro, como de hábito sempre elogiado apenas pela Central do Apito.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

mgid

mgid