anúncio


O Flamengo foi procurado pelos agentes de Isla e foi comunicado pelo empresário do atleta que a Universidad Católica, do Chile, tem interesse na contratação do lateral já nesta janela de meio do ano. O Rubro-Negro respondeu que não irá dificultar, mas não quer liberá-lo de graça.
A ideia da diretoria rubro-negra é fazer um modelo de transação que fez com Renê ao Internacional, por exemplo. Libera o atleta sem compensação financeira, mas mantém percentual de direitos econômicos. A Católica tentou Isla sem pagar uma quantia porque o jogador tem contrato com o Flamengo até dezembro e, com isso, estará apto a assinar pré-vínculo com outra equipe a partir de julho.
Mas, mesmo o Flamengo não tendo interesse em renovar com Isla, a cúpula carioca entende que não faz sentido liberar de graça neste momento e tem mais sentido mantê-lo no elenco para eventuais necessidades na lateral direita.
E o Flamengo topa fazer negócio no meio do ano para que tenha um alívio na folha salarial. Isla, além do salário, recebe montante relacionado a luvas, que foram diluídas mensalmente, o que foi acordado quando o jogador foi contratado para substituir Rafinha. Segundo fontes da reportagem, o custo mensal gira em torno de 500 mil reais.
Isla chegou ao Flamengo em 2020, após ficar livre no mercado depois de não renovar com o Fenerbahçe, a peso de jogador de seleção chilena, mas não engrenou da forma que a diretoria e a torcida esperavam. Atualmente, o experiente atleta se tornou terceira opção na lateral direita do Fla e pouco entra em campo.
Postagem Anterior Próxima Postagem

Anúncio tt