No Japão, atacante não descarta volta ao Flamengo: 'Vivi bons momentos'


Vendido pelo Flamengo em 2021 ao Vissel Kobe, Lincoln vem se consolidando no futebol japonês após um início de trajetória prejudicado por lesões e falta de sequência.

Mais adaptado, o atacante de 21 anos já soma 3 gols em 12 partidas no ano, ganhando moral na equipe e com a torcida. Em entrevista exclusiva ao iG Esporte, Lincoln detalha a chegada ao país asiático e a saudades do Brasil.
“Já é a minha segunda temporada aqui no Japão. No início não foi tão fácil, precisei me desapegar rapidamente da cultura brasileira e a lidar com a saudade da família e dos meus amigos, mas hoje depois de um ano vivendo aqui, posso dizer que já me sinto bem adaptado à cultura do país. Me adaptei ao clima, ao fuso horário, ao futebol japonês, fiz boas amizades e tenho uma ótima relação com os meus companheiros do clube. Claro, às vezes eu sinto falta do Brasil e da energia dos brasileiros, mas viver fora do país tem sido uma experiência incrível e especial, não só para mim mas também para a minha família que sempre me apoia e me acompanha”, disse o jogador ao iG.
Como ponto de virada de chave no Vissel, Lincoln diz que os gols e a sequência de jogos o tem ajudado para melhorar cada vez mais sua produção para a equipe.
“Acredito que a oportunidade que venho tendo em campo hoje com o Vissel Kobe, me faz querer sempre evoluir e trabalhar para conseguir alcançar meus objetivos, e ajudar a equipe a conquistar bons resultados. Fui titular no meu primeiro jogo da Copa do Imperador, e na atual temporada, já tenho 13 jogos no time. Fiz o gol que classificou o Vissel Kobe na fase de grupos da AFC Champions League e acredito que esse foi um momento muito importante, e o ponto de partida para a minha virada de chave no clube. Tem sido dias de muito aprendizado para a minha carreira”.
O brasileiro divide o vestiário no Japão com um dos maiores craques da história do futebol: Andrés Iniesta, com quem recebe dicas e nutre uma grande admiração.
“É sempre muito especial para um jovem jogador poder atuar e dividir os gramados ao lado de um ídolo do futebol. Iniesta é uma inspiração para mim! Sempre que conversamos, recebo várias dicas dele e tento sempre colocá-las em prática”.
Revelado pelo Flamengo, Lincoln acredita sua trajetória no Rubro-Negro ainda não terminou, e que o caminho com o clube carioca pode se cruzar futuramente.
“Meu carinho pelo Flamengo e pelos torcedores é imenso! Comecei nas categorias de base do clube e meu primeiro jogo no profissional foi com apenas 16 anos, em 2017. Apesar de atuar pouco tempo no elenco principal, vivi bons momentos e conquistei títulos importantes com o Rubro-Negro. Então, eu acredito que sempre estarei disposto e aberto às novas possibilidades, e quem sabe um dia poder voltar ao Brasil, e jogar novamente com a camisa do Mengão. Tenho certeza que será muito especial!”.
Pelo Vissel Kobe, Lincoln esteve em campo em 31 jogos, marcou quatro gols e somou 1.078 minutos.
أحدث أقدم