Gabi fica a um gol de Luizão e reafirma protagonismo no Fla após jejum


O Flamengo foi até a capital paulista nesta terça-feira (02) para encarar o Corinthians no primeiro jogo das quartas de final da Libertadores e conseguiu uma excelente vantagem ao vencer por 2 a 0. Além disso, os flamenguistas puderam comemorar o término do jejum de Gabigol, que não marcava há seis partidas, quase um mês sem ir aos braços da Nação. O camisa 9 do Rubro-Negro marcou o segundo gol aos cinco minutos da segunda etapa, aproveitando o escorregão do zagueiro Balbuena. Com o fim da "zica", o centroavante chegou aos 21 tentos na temporada, em 44 partidas disputadas, e recupera o protagonismo como o artilheiro do Flamengo neste ano.

Outra marca a ser comemorada é o fato de Gabi se aproximar ainda mais de Luizão no topo da artilharia brasileira na história da Copa Libertadores da América, chegando aos 28 tentos no torneio, um a menos do que o ex-atacante de Corinthians e Flamengo. O histórico centroavante dos anos 90 e 00 marcou 29 vezes na competição continental, divididos em alguns clubes: Vasco da Gama (18), Corinthians (15) Grêmio (01) e São Paulo (05). Já Gabriel Barbosa vestiu apenas duas camisas na competição, com ampla superioridade nos números pelo Flamengo. Pelo Rubro-Negro foram 27 gols, sendo o maior artilheiro do clube na Libertadores, e um outro quando atuava pelo Santos.

Cabe ressaltar que o maior goleador da competição é o equatoriano Alberto Spencer, com 54 gols, com as camisas de Peñarol-URU e Barcelona-EQU.

Maiores artilheiros brasileiros na história da Libertadores

1º Luizão - 29 gols
2º Gabigol - 28 gols
3º Palhinha e Fred - 25 gols.



Postagem Anterior Próxima Postagem