O Flamengo viu nós se desatarem após a Justiça reconsiderar decisão em ação do Banco Central e, consequentemente, o presidente Rodolfo Landim dar o seu aval financeiro para que dirigentes retomem a busca por reforços. A missão de momento é trazer jogadores para a segunda parte da temporada, com o início das participações do clube na Libertadores e Brasileiro em abril.

Todas as transferências nacionais e internacionais no futebol brasileiro, cujo calendário está naturalmente encurtado por conta da Copa do Mundo no fim do ano, ocorrerão em dois períodos em 2022: de 19 de janeiro a 12 de abril e de 18 de julho a 15 de agosto.

Aberta no momento, a janela atual para registro de novas transferências fechará no mesmo período em que a fase de grupos da Libertadores e o Brasileirão terão o seu início, dias 6 e 10 de abril, respectivamente. 

Além de manter a resistência em não negociar suas principais estrelas, como Pedro, o Fla visa as chegadas de jogadores para todos os setores. De goleiro, com sondagens a Santos (Athletico-PR) e João Paulo (Santos), a atacante, como o uruguaio Diego Rossi,  que chegou a conversas sobre valores de salários até às tratativas serem "congeladas", o clube correrá contra o tempo a partir de agora. Nomes de zagueiros e meio-campista também estão em pauta.

Enquanto a diretoria trabalha nos bastidores, Paulo Sousa mantém o foco no dia a dia. O time se reapresentou às 15h de quarta-feira, depois de dois dias de folga, para iniciar a preparação visando o jogo contra o Bangu, no sábado,na reabertura do Maracanã e último teste antes das decisões do Carioca. 


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

mgid

mgid