TJD-RJ abre inquérito para investigar cânticos homofóbicos de torcedores do Flamengo em clássico contra o Fluminense

 


O Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ) determinou nesta sexta-feira a abertura de um inquérito para apurar homofóbicos de torcedores do Flamengo que circularam na internet após clássico entre o Rubro-Negro e o Fluminense no começo do mês passado, em partida válida pelo Campeonato Carioca. As informações são do portal "globoesporte.com".

A presidente do TJD, Renata Mansur aceitou a notícia de infração contendo reportagens com vídeos em que torcedores do Flamengo se dirigem de forma homofóbicas com cânticos aos tricolores. A denúncia também trata da presença de um torcedor armado no estádio do Nilton Santos.
"Considerando os fatos notícia dos através do e-mail encaminhando ao Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol do Estado do Río de Janeiro, que seguem em anexo, sobre “cantos homofóbicos” praticados pela torcida do Flamengo, em tese, ocorridos em jogo “Flamengo x Fluminense”, do Campeonato Carioca, determino, na forma do art. 81 CBJD, a instauração de inquérito", afirmou a presidente do tribunal.
Na última quinta-feira, o Fluminense foi denunciado pela procuradoria do TJD-RJ por conta do caso de racismo envolvendo Gabigol no clássico entre o Tricolor e o Flamengo pela Taça Guanabara. O clube das Laranjeiras corre risco de perder pontos no Estadual, por conta do ocorrido. As informações são da Rádio Tupi.
Além disso, o procurador do tribunal, André Valentim também entrou com um pedido de medida cautelar para a Ferj não levar o troféu da Taça Guanabara para o jogo do Fluminense, neste sábado, contra o Resende, e que não seja entregue ao Tricolor até a homologação do resultado do Fla-Flu.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem