Consciência tática faz Arão cair nas graças de Paulo Sousa, seu 12º técnico no Flamengo: "Extraordinário"


Extraordinário. A palavra utilizada por Paulo Sousa após a vitória sobre o Talleres apenas externa um encantamento crescente do treinador por Willian Arão já sabido por quem está no dia a dia do Ninho do Urubu. A rápida adaptação como zagueiro e a eficiência na saída de bola fizeram com que o volante reforçasse aquela que é uma de suas principais características na opinião do treinador: a capacidade de compreensão de suas orientações táticas.

Em um processo onde o Flamengo ainda se adapta aos movimentos desejados pelo comandante português, a figura de Willian Arão se torna quase que um orientador dos companheiros dentro de campo. Para Paulo Sousa, o camisa 5 é quem consegue direcionar a equipe com personalidade forte e conhecimento dos novos conceitos que têm sido implementados desde o início de 2022.

Zagueiro contra Atlético-GO e Talleres, Arão repetirá a dose diante do São Paulo neste domingo, no Maracanã, e Paulo Sousa entende que o jogador é cada vez mais determinante seja para dar velocidade aos deslocamentos na construção de jogadas, seja para verticalizar as ações do time com passes profundos na saída de bola.

"Sem dúvida uma palavra extraordinária é para o Arão pela interpretação dele nesses dois jogos"

- Claro que ver o jogo de frente é completamente diferente de estar no meio. E ter umas dinâmicas de procura de posição para continuar a ver o jogo de sempre que é para poder dar velocidade e verticalidade. Seja um pouco mais alto, por dentro ou por fora, essa mobilidade posicional
permitiu à equipe ir crescendo e chegando mais rápido para poder encontrar mais espaços - disse o treinador após a vitória sobre o Talleres.


Técnicos de Arão no Flamengo


  • Muricy Ramalho
  • Zé Ricardo
  • Reinaldo Rueda
  • Carpegiani
  • Barbieri
  • Dorival Jr
  • Abel Braga
  • Jorge Jesus
  • Domèmenc Torrent
  • Rogério Ceni
  • Renato Gaúcho
  • Paulo Sousa

* Sem contar os interinos Jayme de Almeida, Marcello Salles e Maurício Souza

A sintonia entre os anseios de Paulo Sousa e a execução de Willian Arão veio após um período de compreensão das personalidades. A comissão técnica identificou que é necessário estimular a competitividade e que Arão responde bem quando desafiado. Dessa maneira, deu a resposta com redução de peso, aumento de massa muscular e atingiu em abril o melhor percentual de gordura desde que chegou ao Flamengo, em 2016.

Paulo Sousa entende que o volante ainda carece de força para duelos diretos na marcação, com e sem a bola. Para isso, o preparador físico Lluís Sala tem direcionado trabalhos específicos seguido de complemento para evitar lesões.

No Flamengo desde 2016, Paulo Sousa é o 12º treinador a comandar Willian Arão. Desde então, foram 359 partidas disputadas, dez títulos conquistados e 32 gols marcados.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem