Gabriel Barbosa é o maior artilheiro do Flamengo neste século. No clube desde 2019, o atacante já disputou 166 partidas e marcou 116 vezes. Além disso, foi o goleador máximo de uma edição do Campeonato Brasileiro (2019) e de duas Libertadores (2019 e 2021).

Só que a Universidad Católica, adversária do time comandado por Paulo Sousa na terceira rodada da Libertadores (o jogo acontece hoje, a partir das 19h, em Santiago), também conta com uma versão de Gabigol para chamar de sua.

Assim como o camisa 9 rubro-negro, Fernando Zampedri também já se transformou em uma lenda contemporânea do seu clube pela frequência com que costuma balançar as redes adversárias.

Na terceira temporada pela Católica, o centroavante argentino de 34 anos já soma 63 gols em 100 partidas pelo time e entrou recentemente no top 20 dos maiores goleadores da história da equipe.

Zampedri foi o artilheiro das duas edições mais recentes do Campeonato Chileno e acabou eleito no ano passado o melhor jogador em atividade no país. Só neste começo de temporada, ele já foi as redes em oito oportunidades (uma delas, na Libertadores).

Na Católica, o atacante tem a média de gols mais alta de toda a sua carreira em equipes de primeira divisão: 0,63 por partida, número não tão diferente assim do 0,70 tento por jogo assinalado por Gabigol no Flamengo.

Apesar de hoje ser um dos camisas 9 mais letais do futebol sul-americano, o argentino teve uma trajetória bem errática nos gramados e passou muito tempo jogando em times de escalões inferiores do seu país, como Atlético de Rafaela e Guillermo Brown.

Sua carreira só começou a decolar depois que ele chegou ao Atlético Tucumán, em 2016, já com 28 anos. Depois, passou três temporadas no Rosario Central e foi emprestado (posteriormente vendido) para a Católica, onde realmente entrou em voo de Cruzeiro.

O sucesso no Chile também colocou Zampedri na mira de clubes brasileiros. No ano passado, ele chegou a ser sondado pelo Internacional. Nesta temporada, foi o Cuiabá quem demonstrou interesse em contratá-lo. Mas as duas negociações ficaram só no campo das conversas e não evoluíram para propostas oficiais.

O Flamengo passou com 100% de aproveitamento pelas duas primeiras rodadas da Libertadores (vitórias sobre Sporting Cristal e Talleres) e lidera o Grupo H, com seis pontos. Já a Universidad Católica soma um triunfo e uma derrota até o momento.

Apesar de o futebol brasileiro ter vencido as últimas três edições da competição (Fla, em 2019 e Palmeiras, em 2020 e 2021) o país pentacampeão mundial continua atrás da Argentina no ranking de conquistas continentais: 25 a 21.

Como já vem acontecendo desde 2019, a final do torneio interclubes mais importante da América do Sul será novamente disputada em jogo único. Desta vez, a decisão está programada para o dia 29 de outubro, no estádio Monumental de Guayaquil, no Equador.

Brasileiros na Libertadores - semana 3

Terça - Estudiantes (ARG) 2 x 0 Rede Bull Bragantino, Grupo C
Terça - Libertad (PAR) 1 x 0 Athletico-PR, Grupo B
Terça - Corinthians 2 x 0 Boca Junior (ARG), Grupo E
Terça - Independiente del Valle (EQU) x Atlético-MG Grupo D
Ontem - Fortaleza x Alianza Lima (PER), Grupo F
Ontem - América-MG x Tolima (COL), Grupo D
Ontem - Emelec (EQU) x Palmeiras, Grupo A
Hoje, às 19h - Universidad Católica (CHI) x Flamengo, Grupo H

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

Anúncio