anúncio


O Flamengo conquistou importante vitória jurídica nesta terça-feira (7)
. No julgamento do caso envolvendo o clube e o Banco Centralfoi julgado que a equipe teria dívida reduzida de R$ 127 milhões para R$ 10 milhões em penhoras.

O fato foi celebrado pelo vice-presidente do clube, Rodrigo Dunshee de Abranches, em seu perfil no Twitter: “Ganhamos o processo do Bacen. 3x2!!! Mengo!!! E podem reclamar, porque eu vou comemorar”, escreveu.

A ação do Bacen examina irregularidades em negociações feitas no período entre 1993 e 1998, em moeda estrangeira. A mais impactante envolve a venda de Sávio ao Real Madrid, concretizada pelo então presidente Kléber Leite em 1997, por aproximadamente 20 milhões de dólares com o envolvimento de Zé Roberto, ex-meia, no acordo.

O Bacen aponta como irregularidade o fato de Zé Roberto sido incluído como parte da negociação, visto que compensou US$ 8 milhões dos US$ 19,4 milhões declarados à época.

Em janeiro de 2022, a 9ª Vara Federal de Execução Fiscal da Justiça Federal do Rio de Janeiro determinou penhora de R$ 126.998.514,57 devido aos problemas citados.  O valor original da multa, aplicada em 2013, foi de R$ 38.367.280,00. No entanto, com o passar dos anos, o mesmo foi corrigido.

Em 8 de março, uma decisão do juiz Vladimir Santos Vitovsky, da 9° vara de execução fiscal do Rio de Janeiro, reconsiderou decisão judicial que obrigava uma penhora de R$ 127 milhões de receitas do Flamengo, em processo movido pelo Banco Central em 2013.

O valor foi reduzido em mais de R$ 100 milhões e caiu para R$ 10.608.331,22. Os valores são referentes a receitas do ano de 2019. A vitória desta terça confirmou a redução.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Anúncio tt