Antigo desejado do Flamengo, destaque do Boca recusa renovação e pode sair de graça em 2023


Antigo alvo do Flamengo no mercado de transferências, o goleiro Agustín Rossi, do Boca Juniors, parece estar cada vez mais próximo de uma saída do time de Buenos Aires em breve. Com contrato apenas até a metade do próximo ano, o arqueiro poderá assinar um pré-contrato com qualquer equipe a partir do início de 2023.

Na última quarta-feira (27), em entrevista à Rádio La Red, da Argentina, Juan Roman Riquelme, vice-presidente do Boca Juniors, contou que recusou há cerca de um ano uma oferta avaliada em 1,5 milhão de dólares do Flamengo (R$ 8 milhões de acordo com a cotação atual), uma vez que ‘não poderia deixa-lo sair por este valor’.

Na época, o Rubro-Negro contava com Diego Alves em seu time titular e tinha Hugo Souza como substituto imediato. No entanto, ambos não passavam grande confiança à nação naquele período, o que fez com que o Flamengo fosse ao mercado em busca de um novo nome. Até que em abril deste ano, o clube acertou a compra de Santos, até então titular do Athletico-PR.

“O esforço que o Boca tem feito para manter o Rossi é incrível. E também entendemos que ele tenha outras pretensões. Vamos conversar com todos e tentar chegar a uma solução. Temos que tentar de tudo”, contou Riquelme.

A ESPN apurou com fontes ligadas à negociação que Rossi vive situação confortável na negociação, uma vez que é cobiçado por diversas equipes e poderá escolher qual será o melhor destino para a próxima temporada. Por outro lado, o Boca Juniors segue lutando contra o tempo para convencer o goleiro a seguir na Bombonera.

Mas, apesar dos esforços do time xeneize para seguir com o goleiro em seu plantel, Rossi não parece muito disposto a renovar com o Boca Juniors. A última renovação de contrato do argentino foi em janeiro de 2019. Um novo vínculo tem sido tentado há mais de um ano pelo Boca, que esbarra no desejo do arqueiro de 27 anos em dar voos maiores na carreira.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Join