Promotoria retira acusações de fraude e corrupção contra Neymar e outros réus por transferência do Santos para o Barcelona


A promotoria da Espanha anunciou nesta sexta-feira (28) que retirou todas as acusações de fraude e corrupção contra o atacante Neymar e outros réus que vinham sendo investigados pela transferência do craque do Santos para o Barcelona, ocorrida em 2013.

Inicialmente, os promotores haviam pedido prisão de dois anos para o jogador do PSG, além do pagamento de uma multa de 10 milhões de euros (R$ 53,17 milhões).

No entanto, com a retirada das acusações, Neymar, seu pai e outros acusados, como o ex-presidente do Barça Sandro Rosell, estão livres perante a Justiça espanhola.

Também ex-mandatário do time catalão, Josep Maria Bartomeu não constava entre os acusados desde o início das investigações.

Barcelona, Santos e a empresa N&N, que gerencia a carreira do atacante, também não possuem mais pendências com os órgãos judiciais da Espanha, assim como Odílio Rodrigues, ex-presidente do Peixe.

Uma fonte próxima à família de Neymar disse à Reuters que o escritório Baker Mckenzir, que representa o atleta, iria reivindicar custas contra a promotoria pelo que consideram "imprudência", "atuação de má fé" e "abuso de processo".

Além disso, eles também devem entrar com um processo por danos.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Join