Após perda de título do Flamengo, Diego explica pênalti cobrado por Vitinho: "Questão do Gabi"



 O Flamengo perdeu o título da Supercopa nos pênaltis para o Atlético-MG por 8 a 7, neste domingo, em Cuiabá. Uma decisão, tomada dentro de campo, chamou a atenção: a ordem dos cobradores rubro-negros após todos os jogadores terem batido pela primeira vez. Gabigol não se apresentou, Vitinho, sim.


Diego explicou o que ocorreu após a 11ª cobrança. Segundo o camisa 10, o caso foi "uma questão do Gabi":

- Foi uma questão do Gabi, confiamos nos jogadores, conversamos quem queria e foi decidido que o Vitor iria bater. Parabenizo a coragem do Vitinho em ir bater, um é difícil, dois ainda mais.

Na primeira rodada de cinco cobranças, Gabigol foi o último a cobrar. Ele converteu - o camisa 9 fez gol durante o jogo e, com isso, igualou Zico com sete bolas na rede em decisões pelo Flamengo. Porém, após todos atletas terem batido, o atacante não abriu a segunda rodada de cobranças - a ordem da primeira não precisa ser repetida. Ele é o batedor oficial do time.

Vitinho, então, cobrou e parou nas mãos de Everson. Lazaro, na rodada inicial, havia sido o primeiro a bater. Diego ainda falou do sentimento após a derrota:

- Será uma noite sem dormir, mas vamos seguir. Estamos acostumados a vencer decisões, mas o que aconteceu, o que houve hoje, a dor é muito grande. Nossa vida é essa, em busca dos títulos.

No total, Flamengo e Atlético-MG cobraram 24 pênaltis. Nove erraram. Os flamenguistas que desperdiçaram foram Vitinho, Hugo Souza, Fabricio Bruno, Matheuzinho e Willian Arão.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem