Atacante afirma ter o desejo de que o português permaneça por muito tempo na Gávea, volta a abordar episódio em que sofreu injúria racial e pede melhorias no gramado de Volta Redonda.


Melhor em campo na vitória do Flamengo por 2 a 1 sobre o Audax na quinta-feira, Gabigol deu entrevista à FLA TV nesta sexta. Nela, rasgou elogios a Paulo Sousa, criticado por parte da torcida devido aos testes que vem realizando durante o Campeonato Carioca.


- Estou muito feliz, fazia tempo que eu não aprendia tanta coisa assim em tão pouco tempo. Creio eu que ele tem mais coisas para ensinar e mais coisas para passar de novo. É ter um pouquinho de paciência não só com ele, mas também com a gente por causa dessas mudanças que vêm acontecendo. Mas tenho certeza absoluta que vai ser um ano especial para o Flamengo. Estamos muito felizes com ele e espero que ele fique muito tempo no Flamengo porque realmente tem sido um início maravilhoso.


Gabi reforçou a necessidade de se ter paciência com Paulo, principalmente pelo fato de elenco e treinador ainda estarem em processo de conhecimento mútuo. E, ao definir o português, repetiu que ele é "muito, muito bom mesmo".


- Eu acho que tem que ter um pouco de paciência sim, a gente tem que entender que é um momento de reformulação, momento que chegou um treinador muito, muito bom mesmo. E a gente vai criando laços, não também pessoais, e também dentro de campo. Então tem que ter um pouquinho de calma, nós jogadores estamos muitos felizes, a gente vem crescendo a cada jogo, vem aprendendo a cada jogo. Então, creio eu, que a torcida tem que ter um pouquinho de paciência, e entender que eles são muito importantes para a gente. Quando a gente chega no estádio, e vê o estádio lotado, cantando, gritando o nosso nome, gritando para nos apoiar, pode ter certeza que é o maior apoio do mundo.


Gabi disse entender a cobrança dos torcedores, mas pediu apoio para fazer o "melhor time do Brasil" voltar a conquistar grandes vitórias.

- E é óbvio: eles também têm o direito de reclamar, de ficar bravos mas, creio eu, que se a gente conseguir fazer essa sintonia de time e torcida, que domingo o estádio esteja lotado para apoiar a gente, para apoiar o Mister, para ajudar a gente. Sempre tenho essa mania de falar "todo mundo junto", porque eu acho que todo mundo jogo, o Flamengo é realmente imbatível. E quando tem um pra lá e outro pra cá, fica mais complicado. 


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

mgid

mgid