A história de Paulo Sousa no Flamengo vai sendo escrita à base de uma cobrança intensa e de competição ferrenha por espaço no time titular, elementos que andavam em falta no Ninho do Urubu nos últimos tempos.

Logo em sua chegada, o português reuniu o grupo para explicar seus métodos e regras diárias, ressaltou ser muito exigente com a disciplina e o cumprimento de horários, mas reservou um tempo em separado para um papo franco com as principais lideranças do elenco.

Na conversa, um claro recado: o coletivo será sempre privilegiado, e não há vaga cativa no time. Participaram da reunião nomes como Diego Alves, Diego Ribas, Filipe Luís, Willian Arão, Arrascaeta, Everton Ribeiro e David Luiz, jogadores fundamentais para o bom funcionamento do trabalho e a manutenção do ambiente diário. Respaldado pela diretoria, o treinador faz cobranças de forma igual e já mostrou que não teme reações contrárias ao deixar medalhões entre os reservas.

Sousa se mostra aberto ao diálogo, mas não abre mão da palavra final. Ciente de que a adesão destes jogadores consagrados é determinante para a evolução rubro-negra, ele optou por colocar as cartas na mesa e deixar todos avisados de que irá tomar as decisões em benefício do grupo. Quando chegou ao Fla, foi informado pela direção que Diego Ribas, Diego Alves e Everton Ribeiro exercem o papel de capitães, e que Ribas, há mais tempo no clube, está em primeiro nesta hierarquia interna.



.

Você gostaria de receber as noticias do Flamengo diáriamente? 


.


.


NOS SIGA EM NOSSAS REDES:

FACEBOOK. : @vencerflamengo

INSTAGRAM: @vencerflamengo


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

Anúncio