Basta fazer uma pesquisa no material fotográfico dos últimos anos para ver o peso que Diego Alves, Diego e Everton Ribeiro têm no elenco —e na história— do Flamengo.

Jogadores com currículo de títulos pelo clube, os capitães do grupo mantêm sua ascendência sobre o vestiário rubro-negro, mas vivem um momento que não reflete o brilho das taças levantadas.

Gabigol iniciou a segunda semi contra o Vasco sendo o capitão


O camisa 1 perdeu a vaga para Hugo Souza, que foi definitivamente apadrinhado por Paulo Sousa e o preparador de goleiros Paulo Grilo. O atleta iniciou o ano com uma lesão que atrasou seu retorno, viu o posto de titular mais longe e, pior, foi mal quando acionado.

Após estrear na vitória por 2 a 1 contra o Madureira, foi novamente escalado apenas no 2 a 2 contra o Resende, no dia 27 de fevereiro. Diante dos alvinegros, falhou nos dois gols e não voltou a atuar um minuto sequer. A situação, é claro, incomoda Alves, que evita queixas públicas e aposta em uma reviravolta.

Diego Alves, goleiro do Flamengo, durante aquencimento de partida contra o Botafogo, em 23.fev.2022

O meia Diego, que chegou ao Fla em 2016, também tem participado menos dos jogos até aqui. Com uma das vozes mais positivas do Ninho do Urubu, ele tem visto o português dar preferência a outros nomes nesta etapa inicial de trabalho —casos de Willian Arão, que chegou a ser escalado como zagueiro na temporada passada, e do emergente João Gomes.

O veterano rubro-negro começou como titular apenas em duas ocasiões e foi acionado só uma vez nos últimos seis compromissos da equipe rubro-negra. Os "Diegos" têm contrato até o dia 31 de dezembro deste ano, e o futuro de suas carreiras ainda não está em debate na Gávea.

Éverton Ribeiro saiu do banco na segunda semifinal contra o Vasco, a dez minutos do fim, e vestiu a braçaceira

Everton Ribeiro, por sua vez, não vive um período tão delicado, mas vai alternando jogos e ainda não se ajustou completamente ao modelo de jogo pretendido pelo português. Quando é escalado entre os titulares, ainda costuma receber a braçaceira. Isso aconteceu em seis ocasiões nesta temporada, com Sousa, enquanto Gabigol foi o capitão três vezes, Diego Ribas, duas e Vitinho, uma.

Ribeiro foi escalado na ala esquerda, voltou a transitar pelo seu local de preferência em outros jogos, porém sem a regularidade conhecida. A seu favor, Everton, cujo vínculo vai até 31 de dezembro de 2023, já percebeu que o Mister tenta um encaixe para ele no time, visto que foi usado em 11 dos 12 jogos sob o comando do técnico. Pesa contra, por outro lado, o fato de ter sido substituído sete vezes.

Em busca de evolução na qualidade do jogo da equipe, o Flamengo volta hoje aos trabalhos após dois dias de descanso. Classificado para a final do Carioca, o Rubro-negro aguarda a definição do confronto entre Fluminense e Botafogo para saber quem vai encarar na finalíssima.

Veja a lista de capitães do Flamengo nesta temporada (quando o elenco principal esteve à disposição):

Boavista - Vitinho
Fluminense - Diego
Audax - Gabigol
Nova Iguaçu - Everton Ribeiro
Madureira - Diego
Atlético-MG - Everton Ribeiro
Botafogo - Gabigol
Resende - Everton Ribeiro
Vasco - Everton Ribeiro
Bangu - Everton Ribeiro
Vasco - Everton Ribeiro
Vasco - Gabigol

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

Anúncio