Um lance polêmico marcou o final da vitória do Flamengo por 2 a 1 sobre o Vasco, neste domingo, no Estádio Nilton Santos. Após bola alçada na área, João Gomes fez um desvio que os vascaínos pediram um toque de mão dentro da área. Mesmo com as reclamações, o árbitro Rafael Martins de Sá não assinalou o lance e também não foi chamado pelo VAR.



Em entrevista à "ESPN", Luiz Mairovitch, diretor de arbitragem da Ferj, falou rapidamente sobre o ocorrido. Ele reafirmou que não houve falta no momento do toque do volante rubro-negro.

- Realmente a bola não bateu no braço do João Gomes, bateu no rosto. Vimos e revimos a imagem várias vezes. É importante dizer que foi no rosto e a imagem distante mostrada na televisão dá a impressão que bateu no braço. O VAR não chamou porque não houve necessidade - afirmou.

O dirigente também afirmou que os dois clubes podem pedir as imagens e áudios do árbitro de vídeo caso sintam a necessidade.

- As duas equipes solicitando, vamos disponibilizar a imagem e o áudio aos clubes. É normal a federação fazer isso. O VAR só chama quando há necessidade. Estávamos na cabine e não houve necessidade porque bateu no rosto e não teve dúvida - completou.

Em nota, a Ferj afirmou: "Por determinação do presidente da federação, Rubens Lopes, a Comissão de Arbitragem está à disposição da diretoria vascaína para exibir áudios e imagens do Árbitro de Vídeo de Flamengo 2 x 1 Vasco. Os membros da Comissão estarão na sede da FERJ nesta segunda-feira para recepcioná-los e esclarecer os lances".

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

mgid

mgid