O técnico Paulo Sousa gostou do que viu na atuação do Flamengo no empate em 1 a 1 com o Atlético-GO, no último sábado, em Goiânia. Após a partida, o treinador destacou a postura do Rubro-Negro e lamentou que a equipe tenha pecado no último passe.

"Tivemos no início posse, mais capacidade de atacar a profundidade. Só o último passe que não gerou gol. Não cedemos nada ao adversário. Numa segunda parte, tivemos bem melhor na frente, entre os extremos e os volantes. Faltou só um pouco mais de proximidade. Numa precipitação nossa, com passe vertical, onde nossas linhas estão distantes, acabamos por perder a bola e demos oportunidade ao adversário fazer o gol. Tivemos decisões boas, reagimos, Everton entrou muito bem, sendo sempre o homem de superioridade. Criamos bastante, obrigamos a fazer faltas, escanteios, tivemos oportunidades para fazer mais", declarou Paulo.

Sobre os protestos da última sexta-feira, o treinador afirmou que o momento é de união e disse que não mudará sua filosofia de trabalho.
"Desde Lisboa que a diretoria sabia perfeitamente o que e como eu gostaria de fazer. Acho que foi bem reforçado pelo Marcos Braz na coletiva no Ninho que há um entendimento direto, uma conversa direta. Sabemos perfeitamente que linha queremos obter e foi bem reforçado pelo Marcos. Agora é dar continuidade a tudo aquilo que tem vindo a ser essa construção", disse.
Agora, o Flamengo concentra suas forças na Libertadores. A equipe volta a campo na próxima terça-feira, às 21h30, contra o Talleres, no Maracanã.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

mgid

mgid