Gabigol admite 'problema' com arbitragem, promete nova atitude e dispara: 'Eu desisti'


Vivendo um dos momentos de maior protagonismo com a camisa do Flamengo, Gabigol agora trabalha para resolver aquele que ainda é apontado como um de seus problemas em campo: os cartões. Capitão do Rubro-Negro em jogos recentes, o camisa 9 acumula nada menos do que 22 amarelos e um vermelho em 58 jogos disputados.

Aos 26 anos, o atacante revelou que tomou uma decisão para voltar a ser desfalque no time por suspensões: não vai mais discutir com a arbitragem durante as partidas.

“Acho que poderia ter evitado alguns [cartões]. Mas acho que, sim, os juízes estão errados. Tem alguns que mal falam comigo, e tendo só falar numa boa. Eles já chegam com o cartão. Alguns para aparecer, outros para me tirar do jogo”, disse o atacante em entrevista dada à TV Globo.

“Eu desisti, a verdade é essa. Agora os juízes vão apitar tranquilos, não vou falar mais com eles”.

A decisão sobre a arbitragem passa diretamente pelo processo de amadurecimento do camisa 9 nesta temporada. Atuando em uma nova função para poder dividir o ataque com Pedro sob o comando de Dorival Júnior, Gabigol afirmou que as mudanças foram benéficas.

“Foi acontecendo naturalmente, a gente foi se encaixando. No começo era um pouco diferente para mim, mas com os jogos, com o entrosamento, as coisas foram melhorando. Tem dado muito certo”, disse o jogador, que brincou com o fato de agora ser visto como experiente no elenco rubro-negro.

“Tô ficando velho, né? [risos] No jogo contra o Fortaleza o Dorival chegou em mim e falou: ‘olha, você é o capitão do time. Tem um moleque de 17 anos e um de 18 do seu lado’. Ai eu falei para ele: ‘Antigamente eu era moleque mais novo’”.


Postagem Anterior Próxima Postagem

Join