Antigo jogador rubro-negro defende Sampaoli e destaca a importância de Arrascaeta

Cassia Marinho

O Flamengo enfrentou o Palmeiras no último sábado (8) em uma partida válida pelo Campeonato Brasileiro, que resultou em um empate por 1 a 1. Um dos pontos que chamou a atenção foi a escalação do técnico Sampaoli, que optou por iniciar o jogo com Luiz Araújo e Cebolinha, deixando Arrascaeta e Everton Ribeiro no banco.

A estratégia de Sampaoli não obteve sucesso, pois o Palmeiras dominou o Flamengo no primeiro tempo, abrindo o placar com 1 a 0. A equipe rubro-negra só conseguiu reagir após a entrada dos dois meias considerados titulares, conseguindo empatar o jogo e até mesmo poderia ter saído com a vitória. No entanto, para Silas, ex-treinador do Flamengo e atual comentarista da ESPN, a ideia de Sampaoli era válida.

"O time que ele escalou, com Luiz Araújo em um lado e Everton do outro, foi justamente para realizar essa marcação dobrada devido à dinâmica do Palmeiras. Não deu certo no primeiro tempo, pois o Palmeiras foi superior ao Flamengo, mas a ideia de Sampaoli não foi ruim", disse Silas. Ele também ressaltou a dependência do Flamengo em relação a Arrascaeta, afirmando que o time sofre quando o meia uruguaio não está em campo.

"A ideia para mim não foi ruim. O Flamengo é dependente do Arrascaeta, isso é um fato. Bruno Henrique estava machucado, mas voltou muito bem também. Além disso, se o Palmeiras tivesse feito gols no primeiro tempo, o Flamengo teria continuado com a mesma formação e não teria suportado a dinâmica do Palmeiras", completou Silas.

continue lendo 

#buttons=(Aceitar!) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saiba mais
Accept !