Decisão polêmica: Sampaoli explica ausência de Bruno Henrique no time titular contra o Athletico

Cassia Marinho

 Flamengo vence o Athletico-PR e abre vantagem nas quartas de final da Copa do Brasil

Nesta quarta-feira (5), o Flamengo enfrentou o Athletico-PR em uma partida emocionante no Maracanã, pela fase de quartas de final da Copa do Brasil. O time da casa levou um susto logo no início do jogo, com uma falha do zagueiro Erick Pulgar, que resultou no gol adversário. No entanto, o Flamengo mostrou sua força e garra ao virar o placar no segundo tempo, com gols de Pedro e Bruno Henrique.

Bruno Henrique, que é considerado um ídolo pela torcida rubro-negra, teve seu nome entoado pelos torcedores enquanto estava no banco de reservas. Quando entrou em campo, ele não decepcionou e decidiu mais uma vez a favor do time. Sua participação na partida reforçou sua importância para o Flamengo e comprovou que está totalmente recuperado de lesões anteriores.

Após o jogo, o técnico Sampaoli explicou em entrevista coletiva a decisão de iniciar a partida com Bruno Henrique no banco de reservas. Segundo ele, a escolha se deu pelo fato de a equipe esperar que o jogo tivesse pouco espaço no último terço do campo. Sampaoli optou por alinhar o time com jogadores de jogo associado, com aparição e verticalidade na segunda linha, seguindo a estratégia traçada.

Apesar da decisão inicial, a entrada de Bruno Henrique no decorrer da partida foi determinante para a virada no placar. O treinador elogiou a atuação da equipe, destacando o controle exercido pelo time ao longo dos 90 minutos. Com a vitória por 2x1 no primeiro jogo, o Flamengo terá a vantagem de jogar pelo empate no confronto de volta, que acontecerá em Curitiba na próxima semana. Em caso de derrota por apenas um gol de diferença, a disputa será levada para as penalidades.

continue lendo

#buttons=(Aceitar!) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saiba mais
Accept !