Pioneirismo do Flamengo impulsiona faturamento digital a níveis históricos

Cassia Marinho

Pioneirismo do Flamengo na gestão digital impulsiona faturamento bilionário do clube

O Flamengo se destacou como o primeiro clube esportivo do Brasil a adotar a tecnologia DAM (Digital Asset Management) para a gestão de seus ativos digitais. Em parceria com a startup Yapoli, o Mais Querido investiu na plataforma para preservar sua memória centenária e proteger seu acervo digital, que inclui documentos, fotos, vídeos, contratos e outros itens armazenados em nuvem.

Essa iniciativa pioneira do Flamengo na área tecnológica teve um impacto significativo em seu faturamento. O clube arrecadou mais de R$ 1 bilhão em 2022 por meio de receitas recorrentes, distribuídas em quatro frentes principais: Comunicação & Marketing (comercial, patrocínios, licenciamento, royalties, streaming, entre outros); Broadcast (direitos de transmissão e premiações); Matchday (receitas relacionadas aos jogos, como bilheteria, alimentos, bebidas e programa de sócio-torcedor); e outros (mensalidades sociais, escolas e demais itens). Esses dados foram divulgados pelo jornal Exame.

Com esse faturamento, o Flamengo figuraria entre as 30 maiores receitas recorrentes do futebol mundial, ocupando a 26ª posição se estivesse incluído no ranking compilado pela Deloitte, uma das maiores empresas de auditoria e consultoria do mundo, que analisa dados financeiros de clubes europeus.

A utilização da tecnologia DAM pelo Flamengo trouxe benefícios operacionais e melhorias no fluxo de trabalho do clube. Atualmente, o Rubro-Negro possui mais de 17,5 milhões de seguidores no Instagram, 10,3 milhões no Twitter e 7,2 milhões no TikTok, estabelecendo-se como o líder nas redes sociais no continente americano.

continue lendo

#buttons=(Aceitar!) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saiba mais
Accept !