Ticker

6/recent/ticker-posts

Com Brasileirão longe do esperado: Sinal de alerta é acionado no Flamengo em momento parecido com drama de 2021


Depois de garantir vaga nas finais da Conmebol Libertadores e Copa do Brasil, o Flamengo alcançou dois objetivos: esportivo e financeiro, dando fim a um problemão de R$ 186 milhões. No entanto, desde então, o time vive uma queda em momento crucial da temporada.

Com o fim do mata-mata até o dia 12 de outubro, a ideia do Flamengo era ir com força máxima diante do Fluminense e depois rodar o elenco já ciente dos desfalques para a partida contra o Fortaleza. No entanto, as duas derrotas fazem a comissão técnica ligar o sinal de alerta da questão física x desempenho no nacional.

Após o jogo contra o Fluminense, Dorival Jr. afirmou que não iria abrir mão do Brasileirão, discurso que repetiu após o revés no Castelão. No entanto alertou para 'não passar do ponto' para a questão vive. Só que agora o treinador vive um dilema.

A questão física é algo que martela no Ninho do Urubu. No ano passado, em momento parecido da temporada, o Flamengo estava vivo nas duas competições de mata-mata e caçava o Atlético-MG no Brasileirão. Foi quando o clube conviveu com problemas físicos e chegou à semifinal da Copa do Brasil e à semifinal da Copa do Brasil longe das condições ideais.

Internamente, com as metas financeiras alcançadas, o Flamengo vai priorizar o lado esportivo. A intenção é faturar os dois títulos e melhorar a campanha do Brasileirão, torneio em que estacionou com 45 pontos e saiu do G-4.

Para a próxima rodada, Dorival Jr. contará com oito jogadores de volta: Pedro, Everton Ribeiro, Arrascaeta, Varela, Vidal e Pulgar, todos que estavam com suas respectivas seleções, além de Marinho e Cebolinha, suspensos.

Avaliações físicas serão feitas para ver quem enfrenta o Red Bull Bragantino, no sábado (1º), no Maracanã. Caso não nenhum atleta tenha um desgaste acentuado, a tendência é de que os jogadores que retornam sejam escalados. Assim, quem enfrentou o Fortaleza possa ter um respiro para que o elenco esteja mais homogêneo na questão física.

Resta saber se os resultados darão tranquilidade a Dorival Jr. até a primeira final da Copa do Brasil, que será disputada no dia 12 de outubro. Até lá, serão três jogos.